LGPD
Business Intelligence, Lead Generation, Marketing, Vendas

LGPD: você viu que ela foi adiada?

A sua empresa já está de acordo com às novas normas de proteção de dados? Você viu que foi adiada a LGPG? Vejamos: após oito anos de debates e redações, o ex-presidente Michel Temer, em 14 de agosto de 2018, sancionou a Lei Geral de Proteção de Dados do Brasil (LGPD), Lei nº 13.709/2018. Tal lei, por sua vez, só entrou em vigor em agosto de 2020, o que possibilitou às empresas a se adaptarem. 

Agora, com a LGPD, o Brasil entra na lista dos 120 países que possuem legislação específica para a proteção de dados pessoais. 

Além disso, a LGPD tem o objetivo de transformar a forma de funcionamento e operação das organizações, pois estabelece regras sobre coleta, armazenamento, tratamento e compartilhamento de informações pessoais a fim de elevar o padrão no que tange à proteção e penalidades quando não houver o cumprimento das normas. 

Mas você deve estar se perguntando: quais os benefícios que essa nova lei trará? Vem com a gente conhecer isso e muito mais.

Quais são os benefícios da LGPD?

Com a implementação da LGPD, várias responsabilidades e garantias foram atribuídas às empresas, o que provoca um grande impacto aos negócios. Abaixo, listamos alguns benefícios que lhe mostrarão como a nova legislação pode ser positiva para sua empresa e para seus consumidores. Vamos conferir?

  • Relacionamento saudável com o cliente: essa é uma das mudanças mais favoráveis da nova lei, pois, além de deixar clara a finalidade da coleta de dados, o consumidor da respectiva informação terá conhecimento integral sobre o uso de suas informações de maneira transparente;
  • Navegação prazerosa nos sites: a redução de anúncios e publicidades nos sites (principalmente nas redes sociais) é mais um recurso advindo da nova lei;
  • Segurança cibernética melhorada para fins específicos: novas políticas de segurança, claras e objetivas, estão sendo formuladas a fim de reduzir os riscos do uso inadequado de informações, como vazamentos de dados;
  • Aumento na qualidade das informações e valorização do marketing: o propósito deste tópico é mostrar que, com essa lei, haverá uma comunicação clara com a sociedade, com informações condizentes com as necessidades da persona do seu negócio.

Viu? Esses são apenas alguns benefícios da implementação da LGPD. Ela, por sua vez, tem poder para elevar o patamar das organizações porque propicia à motivação para mudanças em empresas especializadas em tratar dados pessoais. 

Mas um grande questionamento levantado foi: por que foi adiada a LGPD? A proposta inicial era que a mesma entrasse em vigor em maio de 2020. Porém, como citado anteriormente, a LGPD só começou a valer em agosto de 2020. Afinal de contas, quais consequências esse adiamento poderia trazer? Continue conosco.

Adiada a LGPD: será que isso é um erro?

O adiamento da implementação da Lei Geral de Proteção de Dados, para alguns, foi como uma bomba que possibilitou a desestabilidade dos projetos ora desenvolvidos para esse cenário. 

Entretanto, se pararmos para pensar, conseguimos ver que o adiamento da LGPD é benéfico, pois dá condições para as empresas se adaptarem ao novo cenário. 

Mas fica aqui uma dica (quem avisa, amigo é): não pense que adiar a lei lhe dará tempo de sobra para adequar a sua empresa às novas normas e condutas. O ideal, no entanto, é construir um plano estratégico de ação a fim de atender os requisitos mínimos da LGPD – muito mais do que “Nossa política de privacidade foi atualizada”. Por isso, não deixe para implementar na última hora.

O diretor de Novos Negócios da Piattino, Giliardi Rodriguez, acredita que “este alongamento de prazo é uma oportunidade para as empresas construírem um banco de dados qualificado e desenvolverem um projeto de tratamento de dados.”

Além disso, tal reforma legislativa poderá ser extremamente positiva para aquelas organizações que desenvolvem estratégias personalizadas de marketing. Não é só se adequar às normas e, sim, se adequar ao novo cenário. 

Quer fazer a sua empresa decolar, mesmo diante da crise?

O time de suporte da Piattino está a inteira disposição para você que deseja entender melhor como adaptar a sua empresa à LGPD e como se preparar para as mudanças por ela provocadas, mesmo diante da crise.

Não se esqueça: com o alargamento de prazo, uma oportunidade surge para que as empresas construam um banco de dados qualificado.

Para isso, a Piattino oferece aos seus clientes banco de dados personalizados com informações de contatos corporativos ativos e válidos. Além disso, segue todas as conformidades com a Lei nº 13.709, de 14 de agosto de 2018 – a LGPDP – Lei Geral de Processamento Dados Pessoais. O rigoroso compromisso da Piattino é manter  todo material produzido em total sigilo, em respeito aos seus clientes e às informações geradas.
A Piattino já trabalha de acordo com as normas da LGPD. Assim, pode lhe auxiliar na construção de estratégias a fim de prosperar o seu negócio. Que tal aproveitar que foi adiada a LGPD e estruturar melhor o banco de dados da sua empresa? Entre em contato conosco e saiba como decolar a sua empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *